quinta-feira, 17 de junho de 2010

Sozinha...

E é sempre sozinha que os meus pensamentos focalizam alguém. Eu os evito porque de repente o meu coração aperta, acordo sempre com os mesmos pensamentos, e os mesmos me impulsionam a ter um grande dia. Permita que eu feche meus olhos e cantando te espere, ou que fique muda e permaneça só. E eu gostaria que alguém definisse o que é gostar de alguém ou o que é estar sozinho.
Você já sentiu como se amasse tanto uma pessoa que seria capaz de abrir mão de estar ao lado dela só para vê-la sorrir? Saber que o seu amor vai acordar os outros dias com a pessoa errada, mas mesmo assim tentar sorrir porque você sabe que pelo menos com outro alguém ela pode ser feliz?
Então se fizesse isso você estaria sozinho, certo? Não, porque o que você vai levar o sorriso dessa pessoa com você aonde quer que você vá.
E sim, se eu soubesse que dessa forma teria o seu sorriso todos os dias, eu abriria mão de estar contigo. Porque se amar é sofrer então eu estou disposta a morrer de dor.
Reflito e sou refletida por teus atos, sentimentos, ações e dramas, que incitam minha mente a buscar, a desejar... E ainda que meu objetivo sempre distante eu sei que sou capaz de lutar e ir até as últimas consequências. Eu tento, eu mudo, eu faço.... Porque ainda que eu esteja só você tem estado comigo todo o tempo.

Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade. Então sonhe comigo numa noite de inverno, feche os olhos e escute cada batida do meu coração, que pulsa por tua causa.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir